CIDADANIA CULTURAL ENTRE A EXTREMA E A NOVA POBREZA

  • Wesley da Silva Medeiros Centro Universitário de Lavras.
Palavras-chave: Festividades territoriais, Território usado, Cidadania cultural, Extrema Pobreza, Nova Pobreza

Resumo

O artigo aborda a cidadania cultural instituída e moldada pela festa do padroeiro e a do vaqueiro, ambas são consideradas como desdobramentos do combate à pobreza pelas intervenções sociopolíticas nos anos 2000. Para tanto, o dinamismo territorial e usos do território entre passado e presente serão tratados como epifenômenos de uma vontade política do povo por aquilo que seu território representa na linha do tempo. Portanto, pode-se pensar em uma contra-hegemonia existente no interior da pobreza, capaz de orientar teorias, categorias, conceitos, definições, noções e políticas públicas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wesley da Silva Medeiros, Centro Universitário de Lavras.
Wesley da Silva Medeiros, Centro Universitário de Lavras, Lavras, MG - Brasil. E-mail: wesley.arquitetura@gmail.com
Publicado
30-09-2020
Como Citar
DA SILVA MEDEIROS, W. CIDADANIA CULTURAL ENTRE A EXTREMA E A NOVA POBREZA. Brazilian Journal of Policy and Development - ISSN: 2675-102X, v. 2, n. 3, p. 226-251, 30 set. 2020.